slogan

Sexta, 23 Junho 2017 00:34

4ª FAVESU apresenta números e perspectivas para avicultura e suinocultura

As perspectivas de mercado e os indicadores atuais das áreas de avicultura e suinocultura também estiveram na pauta da 4ª FAVESU, com a Reunião Conjuntural que teve a participação de representantes dos dois setores.

 

 

Os números da suinocultura ficaram a cargo do o Presidente da Associação Brasileira dos Criadores de Suínos (ABCS), Marcelo Lopes, que falou sobre os custos no setor. “Na parte dos custos a gente vem trabalhando melhor que no ano passado, já em relação aos preços a situação é de recuando devido ao excesso de animal no sul do país, mas ainda estamos melhorando e o preço, principalmente no sul do país, ainda é remunerado”, conta Marcelo.

 

RC Marcelo Lopes

Marcelo Lopes

 

 

Para falar sobre os números da Avicultura de Corte e a Postura Comercial Brasileira, o vice-presidente de Mercados da Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA) e Presidente do Instituto Ovos Brasil, Ricardo Satin, foi o convidado.

 

Dentre os temas abordados, Santin falou sobre o cenário atual da avicultura brasileira. “O cenário de aves e suínos está em um período de recuperação, já que ano passado tivemos um custo de produção exagerado, com altos aumentos que estava fora da nossa cadeia produtiva”, contou Ricardo.

 

Ele também ressaltou que as pessoas podem confiar nas carnes produzidas no país. “Para o consumidor brasileiro, o que a gente pode dizer é que confie nas carnes do Brasil. Essa operação “carne fraca”, ela teve um equivoco de divulgação da Polícia Federal, que eu volto a repetir, que nos não somos contra a operação e se realmente existe algo errado tem que se investigar e punir, mas ela foi uma situação muito incomoda dentro de um universo imenso com empresas sérias e com produtores corretos. A carne brasileira é segura de comer”, ressaltou Santin.

 

 

RC Ricardo Santin

Ricardo Santin

 

Já o Gerente de Oleaginosas e Produtos Pecuários – GEOLE/DIPAI/CONAB, Leonardo Amazonas, fez uma análise do mercado de milho e soja dos mercados nacional e internacional. “Nós podemos observar que nesses últimos meses, os preços do milho tem baixado e tem ajudado as pessoas que trabalham com grupos de suínos. Na parte dos agricultores, nos temos trabalhado com políticas públicas que vão beneficiar os agricultores, na medida em que os preços forem baixando o Governo vai ajudar para que esses preços não baixem tanto fazendo com que os produtores rurais não tenham perdas”, contou Leonardo.  

 

RC Leonardo Amazonas

Leonardo Amazonas

 

Fonte: ASSCOM FAVESU

Última modificação em Sexta, 23 Junho 2017 00:39

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.